A promover os valores da cultura Algarvia.

Traidor ou patriota?

Produto n.º: AD411
Preço (sem IVA): 9,43 €
Preço (com IVA): 10,00 €

José Diogo Mascarenhas Neto, natural de Alcantarilha, onde nasceu na  Quinta da Cruz, no seio de uma destacada família algarvia. Foi um dos 24 elementos escolhidos pelo marquês de Pombal para inaugurar o Colégio dos Nobres, em Lisboa, onde estabeleceu ligações de amizade com vários membros da nobreza nacional e frequentou a Universidade de Coimbra, formando-se em Leis e Matemática.
Ocupou diversos cargos, como o de juiz-de-fora, corregedor, desembargador da Casa da Suplicação, superintendente geral das Calçadas e Estradas ou superintendente geral dos Correios e Postas do Reino.
Liberal, com ligações à Maçonaria, sócio da Academia Real das Ciências de Lisboa e sócio correspondente da Sociedade do Museu de Paris, foi preso em 1810, por ter tomado partido do lado das tropas napoleónicas, sendo exilado em Inglaterra e na França.
Nesta época foi um dos portugueses mais discriminados, sendo dos poucos que não foi amnistiado após a expulsão dos franceses. A relevância de tal personalidade na história da sua época valeu-lhe o epíteto de "homem da mudança".

© 2014 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido pela CASTécnica