M - N -O

 






 



 

Manuel Neto dos Santos

Poeta, actor e declamador, tutor de língua portuguesa, nasceu em Alcantarilha (Silves) a 21 de Janeiro de 1959. Frequência superior em filosofia. Autor de vastíssima obra poética, grande parte dela ainda inédita, a sua essência telúrica demonstra uma ascendência arábigo-andalusa, numa postura gongórica da escrita.

"Um poeta inteiro numa poética maior, metafísico-existencial. O lirismo, todo ele difuso, espelhando emoção e sentimento, percebe-se na sua já vasta obra, onde a vertente intuitiva consegue apreender algo das efémeras e superficiais vivências de carácter comocional, de tonalidade afectiva intensa, onde a ruptura do impressionável se conjuga com a do intuitivo.

Como poeta maior, Neto dos Santos revela-nos a sua tendência para situar-se fora de qualquer temporalidade em clara ligação com as profundezas viscerais da terra e dos seus entes, com os insondáveis mistérios da vida, novos, inquietos, subversivos".

                                                                                                                                                 Dr. José Varela Pires, in "Ídola", Hugin editores, 2002

·  A sua intensa actividade cultural remonta aos anos de adolescência culminando com o seu reconhecimento público na atribuição de uma nomeação para o Prémio Primus Inter Pares (Artes e Letras) ao lado de Lídia Jorge e Casimiro de Brito, referente a 98/99. No plano geral da sua obra, a cor é celebrada através dos versos, das imagens vivas, numa ascensão do homem para o transcendente. O sujeito lírico na sua reflexão e auto-análise. O léxico da sua poesia é erudito, rigoroso, no seu intimismo natural. A sua estrutura poemática assenta na rima rica, a que um certo parnasianismo, e a atmosfera barroca do verso alexandrino conferem a dinâmica vocal, secundada pelo visualismo das figuras de estilo, visando a pura locução.

1988

A sua primeira obra "O FOGO, A LUZ E A VOZ" é editada pela Associação de poetas do Alentejo e Algarve.

1989

Ano das comemorações da tomada da cidade de Silves aos mouros. A Edilidade Silvense edita "ATALAIA", na qual o poeta se coloca na pele de al´Mutamid, descrevendo a vida e obra. Livro de sonetos que vem solidificar e atestar o seu fulgor poético.

1991

A sua obra "TROVAS DE UM HOMEM DA TERRA" . Actividade como produtor e apresentador de programas radiofónicos de teor literário.

1992

É publicada a sua quarta obra, "NO PAÍS DE AMÁLIA" , editora Tribuna do Algarve.
Início de recolhas a fim de preparar a biografia de João de Deus.
Representa a poesia algarvia em Estrasburgo e Colmar, na semana cultural do Algarve na Alsácia, em momentos de declamação de alto nível, de acordo com a imprensa local.
Posfácio de RAÍZ DE LADO NENHUM, de José Mendes Bota, com prefácio de Natália Correia.

1994 

Início de recolhas e leituras visando a elaboração da obra SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DA LITERATURA ALGARVIA.
Inúmeras entrevistas de norte a sul do país.

1996

Aquando da celebração do aniversário do nascimento do poeta e pedagogo João de Deus, é lançada oficialmente  a sua biografia e estudo da obra  com o título "DE DEUS A ALGAZARRA DE SILÊNCIOS" , ed. da C.M.de Silves.

A Câmara Municipal de Albufeira edita "IDÍLIOS DE AL-BUHERA" , com prefácio de Avelino de Sousa.

1999

Lançamento da sétima obra (sexta poética) "TIMBRES", edição Comunical, cadernos de poesiAlgarve iniciados com um livro de Fernando Cabrita.

Itenerância de O PROCESSO DO GUERRILHEIRO. Participa na série da BBC "Sun Burn".

2001

A 10 de Junho é lançada a obra antológica "SUBSÍDIOS PARA A HISTÓRIA DA POESIA DO ALGARVE" , edição tribuna do Algarve, resultante de um vasto levantamento literário ao longo de seis anos, compilação remontando ao período da presença árabe no Algarve.

Conclusão da obra inédita de poesia "AEDO"

Conclusão  "      "          "       "        "      "TEMPERAMENTO"

Início de: "DANIEL FARIA; O CAMINHEIRO ASCÉTICO" (visão sobre a sua obra poética).

2002

Lançamento da sua obra " ÍDOLA ". Hugin Editores

2004

8 de Março, é lançada a sua obra "VERSOS DE REDOBRE" - em memória do Poeta João de Deus, apresentada pelo seu bisneto, o prof. Dr. António Ponces de Carvalho.

2011

16 Abril, lançamento oficial de SAFRA- antologia poética 1988-2008, com prefácio e apresentação de António Cândido Franco, edição CCASBMSMS, Juntas de freguesia de Alcantarilha e S.B.Messines

2012

24 de Novembro, lançamento oficial de "Sulino". - Arandis editora

2013

09 de Junho,lançamento oficial de " Claves do Sol e da Lua". -Arandis editora

2014

26 de Abril, lançamento oficial de  "O corpo como nudez". -Arandis editora

2014

03 de Setembro, lançamento oficial de " O viandante das palavras" obra comemorativa dos 25 anos de edições.-Arandis editora

2015

19 de Dezembro, lançamento oficial de " Aurora Boreal ao Sul" - Arandis editora

2016

21 de Março, lançamento oficial de "Círculo de fogo"- Arandis editora

2016

17 de Novembro, lançamento de "passionário"- Arandis editora
 


 

Professor Doutor Manuel Viegas Abreu, (Agregado na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Foi, entre outros cargos, Vice-Presidente e Presidente da Association de Psychologie Scientifique de Langue Française e Presidente da Sociedade Portuguesa de Psicologia), natural de Olhão.

A Memória e o Canto - Saudades de Olhão- Março de 2016 - Arandis editora 

 


 

Manuela Casinha Nova, apaixonada pelo Algarve desde os dezoito meses, 



Marco Sousa Santos nasceu em 1982 e é natural da cidade algarvia de Tavira. Licenciado em Património Cultural e mestre em História da Arte pela Universidade do Algarve, frequenta desde 2013 o curso de doutoramento em História da Arte na Universidade de Coimbra, no âmbito do qual desenvolve uma tese dedicada ao estudo do modelo de igreja-salão no âmbito da arquitetura portuguesa da Idade Moderna. É autor e coautor de vários textos publicados (e outros ainda no prelo) sobretudo dedicados à História da arquitetura religiosa portuguesa e à História e ao Património da região algarvia. Desenvolve igualmente pesquisas no âmbito da genealogia e da heráldica. Foi um dos vencedores da 1ª edição do Prémio Nacional de Ensaio Histórico António Rosa Mendes (2015)."

O RECOLHIMENTO DE SÃO JOÃO BAPTISTA DE TAVIRA (1747-1878)- Arandis editora- 2016 
 

Maria Amparo Buisel Ferreira Monteiro Rocha de Gouveia nasceu em Lisboa, em 1943 e viveu em Portimão e na Praia da Rocha.

Frequentou cursos de pintura e línguas em Lisboa. Desde muito jovem que escreve prosa e poesia. Criou um curso de português para os primeiros ingleses e americanos que se radicaram no Algarve. Mulher dos sete ofícios, a sua paixão pela escrita e pelas memórias do Algarve levou-a a publicar o romance " A menina Marieta" e agora " O Compadre", romance inspirado numa vida real que dá a conhecer a sociedade dos anos 50 no Algarve.


 

Maria Filomena E. Reis Estrela nasceu em Portimão em 1953. É licenciada em Filologia Germânicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 1976 iniciou a sua atividade profissional como professora, encontrando-se atualmente aposentada.

Passou parte da sua infância nas Caldas de Monchique na casa dos seus avós maternos, Hotel Encarnação, como era designado na época dos seus bisavós.

É casada, tem uma filha, ilustradora do presente livro e uma neta, inspiradora do mesmo.

 

Maria José Gama, trabalhou como secretária pessoal-executiva de vários Presidentes do Grupo Parlamentar do Partido Socialista e de Manuel Alegre enquanto Vice-Presidente da AR.

Obras editadas:

"A memória é vital" - Arandis editora-2015

"Caminhos da Liberdade"-Arandis editora-2016



Miguel Afonso Andersen, pseudónimo literário de Hélder Neves, natural de Estombar. Viveu desde tenra idade até aos 26 anos em Ferragudo, aldeia à qual se encontra íntima e sentimentalmente ligado. Vive actualmente em Portimão. Bancário de profissão (reformado) animador cultural e dirigente associativo por paixão. É sócio fundador e ainda director da ACD Ferragudo.

Prémios:

Prémio litterarius do Racal Clube de Silves em 2003

Prémio poesia da Universidade do Algarve em 2009

Obras publicadas:

Canto dúplice- 2005

Tríptico de vozes- 2008

O ínicio das águas- Arandis editora-2013

Circum-Navegações- Arandis editora-2014

Da Volúpia, os sinais- Arandis editora-2014

Mar de Dentro- Arandis editora- 2016




Maria de Fátima Dias Lopes (Peres) a eterna menina da rádio...

Natural de Lisboa, algarvia por adopção há mais de trinta anos. Jornalista e profissional da rádio há 28 anos, trabalhou na Rádio Valverde, na rádio Atlântico Sul e desde 1996 na Rádio Fóia. 

Comunicadora por excelência, tem participado em inúmeros debates, palestras, entrevistas, reportagens, edições de blocos informativos, moderação de conferências e apresentação de espectáculos, tanto em Portugal como no estrangeiro junto das comunidades portuguesas.

Ao longo da sua carreira profissional tem sido homenageada por entidades privadas e públicas. "Cenas maradas" é a sua primeira (e não última) experiência no mundo das letras.

Obras publicadas:

Cenas Maradas- Arandis editora 2014

 

Mónica Azevedo nasceu em 1989 e é natural da cidade do Porto. Desde muito cedo começou a desenvolver a escrita
principalmente na área da poesia, colaborando com jornais e arrecadando prémiosde variados concursos; em 2003 foi galardoada com uma Menção Honrosa num concurso literário da Câmara Municipal da Trofa e no ano de 2005 foi-lhe atribuído o 1º prémio no concurso nacional na categoria de poesia. Como
consequência destes prémios e com apenas 16 anos viu o seu primeiro livro publicado,intitulado "Algo mais que simples palavras". Como resultado
deste livro, foi galardoada com o prémio Jovem Escritora do ano 2006 atribuído pela Câmara Municipal da Trofa; ainda no mesmo ano, a obra esteve nomeada para o Prémio Literário Casino da Póvoa. Nos anos que se seguiram foram várias as escolas que quiseram estudar a obra e sua escrita leve, transparente e dotada de temas actuais, conquistou os jovens.

Em Março de 2008, foi galardoada com três prémios no XXIV Concurso Literário Internacional da AG Edições-Brasil (respectivamente 12º prémio
na categoria de poesia, 14º prémio na categoria de crónica e 15º prémio na categoria de conto) e em Julho do mesmo ano foram-lhe também atribuídos
dois prémios na XXV edição deste mesmo concurso (nomeadamente o 14º prémio na categoria de conto e o 17º prémio na categoria de poesia). Destes prémios
resultou o convite para a participação na edição do livro "Casa Lembrada, Casa Perdida" das AG Edições; posteriormente foi galardoada com
o 7º prémio (categoria de poesia) numa outra edição deste mesmo concurso das AG Edições e da qual resultou novamente um convite para participação
no livro "Travessias";em Março de 2011 foi galardoada com o 5º prémio na XXXI edição do Concurso Literário da AG Edições na categoria de poesia e a sua melhor classificação neste concurso internacional foi conseguida em Dezembro de 2014 com o 4º lugar na categoria de poesia, entre outros prémios literários que têm vindo a enriquecer a sua vida profissional. É licenciada em Música - variante de instrumento (violino) pela Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco e pelo Instituto de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Almada. Actualmente lecciona Violino e Orquestra na Academia de Música de Lagos, Conservatório de Música de Portimão e Conservatório
de Música de Lagoa.




Noémia da Conceição França, nasceu em Aljezur em 1914, tendo falecido em 2005.

Frequentou a faculdade de farmácia na Universidade de Lisboa, onde se licenciou com alta classificação, laureada por essa razão com o prémio "Pinto de Almeida" em 1940.

Exerceu a actividade profissional até ao casamento em 1942. Acompanhando sempre o seu marido- Dr.João de Sousa Brogueira, médico de clínica geral- não lhei foi possível o cumprimento da sua profissão, por determinação estatal, dada a proximidade de profissões.

Defendeu a pedagogia pelo exercicio do ensino particular e como docente da escola técnica e preparatória de Silves e Lagoa.

Migalhas de mim - Arandis editora-Agosto de 2014-Reedição comemorativa do centenário do seu nascimento.

 


Nuno Manuel Guerreiro de Campos Inácio, nasceu em Portimão, no dia 20 de Abril de 1972.

Licenciado em Direito é Oficial de Justiça de profissão, embora, nos últimos anos, esteja afastado dos Tribunais, para se dedicar à investigação e à escrita.

Genealogista criou, em 2009, o Projecto de Genealogia do Algarve, fazendo levantamentos genealógicos sistemáticos das freguesias do Algarve, criando uma base de dados histórica e genealógica única a nível mundial.

Escritor com vasta obra publicada, iniciou a sua carreira literária em 1999 .

Obras publicadas:

Bem Vestido, Com as Meias Rotas

Marginais

Reinventar Portugal

Apontamento Genealógico de Manuel Teixeira Gomes 

1189 Último Massacre- Eranos-2012

Apokalipsys- Arandis editora- Dezembro- 2012

Portimão, cidade com história- Arandis editora-2012

A batalha do Arade- Arandis editora- Dezembro-2013

Carbonários e outros revolucionários- Arandis editora-Julho 2014

Alcantarilha-História e suas gentes- Arandis editora- Abril 2015

Índice Geral de casamentos-Alcantarilha- Arandis editora- Abril 2015 

Guia de praias do Algarve- Albufeira. Lagoa. Silves- Arandis editora- Junho de 2015

The Algarve from the sea- Arandis editora- Junho de 2015

História ilustrada de Portimão- Arandis editora-Dezembro de 2015

Índice de casamentos do Algarve III- Alcoutim - Arandis editora-Dezembro de 2015

Índice de casamentos do Algarve IV- Alferce - Arandis editora-Dezembro de 2015

O acordeão no Algarve- Um século de histórias e memórias- Arandis editora-Abril de 2016

História do Condado de Vila Nova de Portimão ( 1465-1698)- Arandis editora- Junho de 2017


Em meados de 2012 iniciou, em parceria com os algarvios Sérgio Brito e Fernando Lobo, um novo projecto editorial algarvio, com a criação da Arandis Editora.